domingo, 31 de julho de 2011

CUIDADO COM ALGUNS HÁBITOS MODERNOS

Notícias do portal Globo.com


Viciado em Xbox é morto com coágulo no sangue após sessões de 12 horas de jogo


Chris Staniforth (Foto: Reprodução)Chris Staniforth (Foto: Reprodução)
O britânico Chris Staniforth, de 20 anos, morreu com coágulos no sangue depois de ficar jogando Xbox por 12 horas a cada sessão. O jovem sofreu um bloqueio pulmonar quando desenvolveu uma trombose venosa profunda.
Seu pai David, 50, declarou ao jornal The Sun"como pai, você acha que jogar videogame não pode fazer mal algum aos seus filhos, porque você sabe o que eles estão fazendo. Crianças de todo o país estão jogando esses games por longos períodos e não percebem que isso pode matá-los".

Seu pai contou que Chris sentava-se entretido por horas em cada jogo: "Chris viveu por seu Xbox. Quando ele ganhava um jogo poderia jogá-lo por horas e horas a fio, às vezes 12 horas sem parar".
Ele tinha a esperança de ter uma carreira em computadores e foi oferecido um lugar para estudar Game Design da Universidade de Leicester.
Para evitar que outros pais sofram o mesmo que ele, David lançou uma campanha de sensibilização sobre TVP e jogos de computador. Ele admite que são viciantes e divertidos, mas destaca os perigos que podem surgir com esta ação compulsiva.
David não culpa a Microsoft, fabricante do Xbox, simplesmente não quer que outro filho morra por jogar videogame por horas. A Microsoft recomenda que os jogadores deem um tempo para pausas e exercícios e que tenham outras atividades.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Pe. Adilson Simões é eleito Administrador Diocesano de Pesqueira

Colaborador deste post: Pe. Fábio Pereira dos Santos


O Colégio dos Consultores da diocese de Pesqueira (PE) elegeu, no fim da manhã desta quarta-feira, 27, o padre Adilson Simões, administrador diocesano, após a transferência de dom Francisco Biasin para a diocese de Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ).
A eleição foi realizada através de voto secreto pelos seis padres que compõem o Colégio dos Consultores: Pe. Adilson Simões, Pe. Pedro Monteiro, Pe. Marconni Barbosa, Pe. Eduardo Valença, Pe. Fábio Pereira e Pe. Ronaldo Bernardo.  Por maioria de votos, o padre Adilson foi eleito e ficará no cargo até ser preenchida a vacância da diocese. Ele terá a missão de governar a diocese de Pesqueira até que seja nomeado e tome posse o futuro bispo.
Padre Adilson Carlos Simões da Silva, que completou 61 anos no último dia 22 de julho, é natural de Alagoinha (PE) e foi ordenado padre em dezembro 1976. Atualmente, exerce a função de diretor do Colégio Cardeal Arcoverde e é responsável pelo Centro de Educação e Desenvolvimento Comunitário (CEDEC), também em Arcoverde.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Bispo de Pesqueira se despede do cargo com missa e deixa saudade nos fiéis

blog do professor Emerson Luiz reproduz notícia do site pe360graus

Em agosto, dom Francisco Biasin assume a diocese de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, a pedido do Papa Bento XVI

Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo
Em Pesqueira, no Agreste, o último domingo (24) foi um dia de despedida para os católicos. Dom Francisco Biasin (foto), que ocupava o cargo de bispo, fez a última celebração antes de seguir para uma nova missão, cerimônia que foi acompanhada pelo governador Eduardo Campos e pela primeira-dama Renata Campos. 

O bispo atendeu ao pedido do Papa Bento XVI e, a partir de agosto, assume a diocese de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro. Mas o desejo dele era outro. “Meu plano era permanecer até o fim, porém a gente está à disposição da Igreja, da missão”, diz dom Francisco Biasin.

Os fiéis afirmam que vão sentir saudades do bispo. “A gente sente muito a saída dele da nossa diocese, porém a gente se alegra porque, quando há um chamado assim, sabemos da sua capacidade", diz o chaveiro Rivaldo Severino do Nascimento.

Com o lema “Dar a vida pelos irmãos”, o ex-bispo de Pesqueira chegou à cidade em 2003 para substituir dom Bernardino Marquió, atual bispo de Caruaru. “O povo me entendeu profundamente e u creio que é porque eu procurei compreender a alma desse povo”, afirma dom Francisco Biasin.

A coordenadora do Caritas Diocesano, Neilda Pereira da Silva, explica porque dom Francisco Biasin é tão importante para Pesqueira. “Através de ações com crianças, adolescentes, idosos e mulheres, dom Francisco sempre teve uma presença muito forte, seja nas comunidades rurais ou urbanas”, afirma. 

Nesta quarta-feira (27), será realizada uma reunião para a eleição do administrador diocesano, que será um padre. Junto com outros cinco padres, ele vai comandar a diocese até que a Santa Sé nomeie o próximo bispo de Pesqueira.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

O VAI NÃO-VAI DE INOCÊNCIO OLIVEIRA


O deputado Inocêncio Oliveira (PR) tem causado alvoroço na mídia. Mais uma vez (sim, ele já fez isso antes) anunciou que estaria abandonando a política. Inocêncio, ou o rei do Sertão para seus asseclas, ou, ainda, Nonô para os que não o admiram tanto assim, alegou cansaço pelos 40 anos de vida pública que o teriam impedido de acompanhar o crescimento dos seus filhos e netos. A decisão seria comunicada oficialmente esse semana, mas uma rápida conversa com o governador Eduardo Campos (PSB) o teria desestimulado.

Segundo ele, Eduardo não aceitou seu afastamento alegando que Pernambuco ainda precisava dele(?) e que exporia o caso ao ex-presidente Lula. Essas nobres figuras devem se encontrar no Palácio do Campo das Princesas esta semana.

Alguns dados sobre Inocêncio Oliveira:

Médico por formação, o deputado Inocêncio Oliveira ingressou na política em 1975 pela Aliança Renovadora Nacional (ARENA), partido criado para dar sustentação política ao governo opressor, déspota e desumano da ditadura militar (1964-1985).

Nestes anos de vida política migrou para o PDS, PFL, PMDB, PL e finalmente o Partido da República (PR). Por todas as legendas em que militou, Inocêncio sempre foi um campeão de votos e um fenômeno eleitoral a ser estudado.

O próprio Inocêncio se considera "um mito no interior de Pernambuco". Mito controverso, pois desde de 2003 é acusado de manter pessoas em regime de escravidão em uma de suas fazendas.

Inocêncio era proprietário da fazenda Caraíbas, no Maranhão, quando, em março de 2002, foram libertadas 53 pessoas que eram mantidas como escravos. Os trabalhadores vinham de União, no Piauí, município com altos índices de aliciamento por “gatos” (contratadores de mão-de-obra a serviço do fazendeiro). Durante a fiscalização na fazenda, uma ordem que teria surgido do governo federal na época fez com que os policiais federais que acompanhavam o grupo móvel de fiscalização se retirassem, deixando os auditores sem segurança. Houve pressões do poder executivo para que o caso fosse encoberto. Contudo, mesmo assim, o grupo móvel de fiscalização foi até o fim e a libertação dos trabalhadores ganhou repercussão nacional. O caso foi encampado pelo Ministério Público do Trabalho e pela Procuradoria Geral da República.

Meses depois, Inocêncio vendeu a propriedade, que fica no município de Gonçalves Dias, no Maranhão, mas isso não o livrou de constar na primeira “lista suja” do trabalho escravo. Entre novembro de 2003 e novembro de 2005, ele ficou impedido de receber créditos de bancos e agências públicas de financiamento.

Mas para o advogado do deputado, João Agripino, Inocêncio Oliveira saiu vitorioso do julgamento. “Os desembargadores reconheceram que não havia trabalho escravo, mas sim trabalho degradante, figura não prevista na legislação trabalhista.” Na época ele afirmou que iria recorrer da condenação pela indenização.

Para os habitantes de Venturosa a figura de Inocêncio Oliveira é polêmica. Muitas obras realizadas no município nasceram da intervenção desse parlamentar, o que lhe rendeu muitos admiradores no município. Outros baseados nessas notícias ou por pertencerem a grupos de oposição tem clara e aberta rejeição a "Nonô, o Rei do Sertão".

Cada um é livre para elaborar suas opiniões.

Não aposto minhas fichas, mas estou entre os que duvidam que Inocêncio irá abandonar a vida pública.

Em poucos dias neste humilde blog

Em alguns dias estarei postando a entrevista com o Professor Cirzirnande Ferreira, expoente da educação em Venturosa que entre outras funções já fez parte da gestão da Escola Quitéria Wanderley Simões, Secretario Municipal de Educação e liderança política.

Na entrevista serão abordados temas como educação, cultura e política.

Fique atento e continue prestigiando esse humilde blog com sua visita.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Preconceito?

Um vídeo viral (aquele que se espalha rapidamente e é visto por centenas de milhares de pessoas) da nova série do Planeta dos Macacos mostra um chipanzé com um rifle AK 47 mostrando quem é dono do pedaço entre guerrilheiros africanos. Preconceito dizer que o símio seria superior aos negros?

Detalhe interessante: o macaco foi produzido digitalmente pela empresa de Peter Jackson o mesmo que produziu o sucesso "O Senhor dos Anéis". Pelo visto Planeta dos Macacos - A Origem, já vai dar o que falar antes da estréia.

Wesley Safadão e Garota Safada em Venturosa - Agora é Oficial!


Uma boa notícia para os amantes da Banda Garota Safada. Avise aos amigos e compareça.

quinta-feira, 7 de julho de 2011

COISA RARA: POLÍTICOS QUE VOTARAM CONTRA O AUMENTO DO PRÓPRIO SALÁRIO EM 2010

Esse pessoal aí teve coragem de admitir que ganha mais do que precisa e que o aumento do seu salário iria onerar ainda mais os cofres públicos. Note que não há muitos parlamentares de PERNAMBUCO na lista e reflita o que você (assim como eu) fez com o seu voto nas últimas eleições.


Major Fábio (DEM –PB), Fernando Chiarelli (PDT – SP), Sueli Vidigal (PDT – ES), Lelo Coimbra(PMDB-ES), Marcelo Almeida (PMDB – PR), Reinhold Stephanes (PMDB – PR), Augusto Carvalho (PPS – DF), Raul Jungmann (PPS – PE), Capitão Assumção (PSB-ES), Luiza Erundina(PSB – SP), Mauro Nazif (PSB – RO), Regis de Oliveira (PSC – SP), Takayama (PSC – PR),Alfredo Kaefer (PSDB – PR), Emanuel Fernandes (PSDB – SP), Gustavo Fruet (PSDB – PR),José C Stangarlini (PSDB – SP), Chico Alencar (PSOL – RJ), Ivan Valente (PSOL – SP), Luciana Genro (PSOL –RS), Assis do Couto (PT  - PR), Cida Diogo (PT – RJ), Décio Lima (PT – SC),Eduardo Valverde (PT- RO – em memória), Iran Barbosa (PT- SE), Luiz Couto (PT – PB),Magela (PT – DF), Paulo Pimenta (PT -   RS), Vander Loubet (PT – MS), Ernandes Amorim(PTB – RO), Paes de Lira (PTC – SP), Dr. Talmir (PV- SP), Fernando Gabeira (PV – RJ),Henrique Afonso (PV – AC), Luiz Bassuma (PV –BA).


Quando em Venturosa teremos membros do legislativo que terão coragem de fazer algo parecido?

AMANDA GURGEL RENUNCIOU PRÊMIO DE EMPRESÁRIOS: EXEMPLO PARA TODO O BRASIL


Por que não aceitei o prêmio do PNBE



Oi,

Nesta segunda, o Pensamento Nacional de Bases Empresariais (PNBE) vai entregar o prêmio “Brasileiros de Valor 2011″. O júri me escolheu, mas, depois de analisar um pouco, decidi recusar o prêmio.


Mandei essa carta aí embaixo para a organização, agradecendo e expondo os motivos pelos quais não iria receber a premiação. Minha luta é outra.


Espero que a carta sirva para debatermos a privatização do ensino e o papel de organizações e campanhas que se dizem “amigas da escola”.

Amanda


Natal, 02 de julho de 2011

Prezado júri do 19º Prêmio PNBE,

Recebi comunicado notificando que este júri decidiu conferir-me o prêmio de 2011 na categoria Educador de Valor, “pela relevante posição a favor da dignidade humana e o amor a educação”. A premiação é importante reconhecimento do movimento reivindicativo dos professores, de seu papel central no processo educativo e na vida de nosso país. A dramática situação na qual se encontra hoje a escola brasileira tem acarretado uma inédita desvalorização do trabalho docente. Os salários aviltantes, as péssimas condições de trabalho, as absurdas exigências por parte das secretarias e do Ministério da Educação fazem com que seja cada vez maior o número de professores talentosos que após um curto e angustiante período de exercício da docência exonera-se em busca de melhores condições de vida e trabalho.


Embora exista desde 1994 esta é a primeira vez que esse prêmio é destinado a uma professora comprometida com o movimento reivindicativo de sua categoria. Evidenciando suas prioridades, esse mesmo prêmio foi antes de mim destinado à Fundação Bradesco, à Fundação Victor Civita (editora Abril), ao Canal Futura (mantido pela Rede Globo) e a empresários da educação. Em categorias diferentes também foram agraciadas com ele corporações como Banco Itaú, Embraer, Natura Cosméticos, McDonald’s, Brasil Telecon e Casas Bahia, bem como a políticos tradicionais como Fernando Henrique Cardoso, Pedro Simon, Gabriel Chalita e Marina Silva.


A minha luta é muito diferente dessas instituições, empresas e personalidades. Minha luta é igual a de milhares de professores da rede pública. É um combate pelo ensino público, gratuito e de qualidade, pela valorização do trabalho docente e para que 10% do Produto Interno Bruto seja destinado imediatamente para a educação. Os pressupostos dessa luta são diametralmente diferentes daqueles que norteiam o PNBE. Entidade empresarial fundada no final da década de 1980, esta manteve sempre seu compromisso com a economia de mercado. Assim como o movimento dos professores sou contrária à mercantilização do ensino e ao modelo empreendedorista defendido pelo PNBE. A educação não é uma mercadoria, mas um direito inalienável de todo ser humano. Ela não é uma atividade que possa ser gerenciada por meio de um modelo empresarial, mas um bem público que deve ser administrado de modo eficiente e sem perder de vista sua finalidade.


Oponho-me à privatização da educação, às parcerias empresa-escola e às chamadas “organizações da sociedade civil de interesse público” (Oscips), utilizadas para desobrigar o Estado de seu dever para com o ensino público. Defendo que 10% do PIB seja destinado exclusivamente para instituições educacionais estatais e gratuitas. Não quero que nenhum centavo seja dirigido para organizações que se autodenominam amigas ou parceiras da escola, mas que encaram estas apenas como uma oportunidade de marketing ou, simplesmente, de negócios e desoneração fiscal.


Por essa razão, não posso aceitar esse Prêmio. Aceitá-lo significaria renunciar a tudo por que tenho lutado desde 2001, quando ingressei em uma Universidade pública, que era gradativamente privatizada, muito embora somente dez anos depois, por força da internet, a minha voz tenha sido ouvida, ecoando a voz de milhões de trabalhadores e estudantes do Brasil inteiro que hoje compartilham comigo suas angústias históricas. Prefiro, então, recusá-lo e ficar com meus ideais, ao lado de meus companheiros e longe dos empresários da educação.


Saudações,
Professora Amanda Gurgel

Essas frases mal ditas do dia a dia 1

Estou fazendo um resgate das pérolas ditas por celebridades. Algumas são bem legais. Se quiser contribuir pode   acrescentar algumas nos comentários deste post. Vale expressões das nossas celebridades municipais também. Um abraço  e boa leitura!

"Vou acabar essa transposição na marra, nem que seja com lata d'água na cabeça". Nosso querido ex-presidente Lula em 2004 falando sobre a transposição do rio São Francisco. Estamos em 2011 e ainda não nos molhamos nem com lata d'água.

"A cabeça tem esse formato para que as ideias circulem". Ainda ele.

"Prometo dar o pior de mim" Artur Virgílio na votação da Reforma da Previdência em 2003.

"Se eu for eleito a vaca não vai pro brejo". José Serra, eterno candidato à presidência.

"O cinema brasileiro é feito com dinheiro público. (...) Cinema, no Brasil, é feito para os ricos com dinheiro dos pobres". Jorge Furtado, cineasta gaúcho.

" A televisão é o veículo mais superficial que existe". Serginho Groisman, que já apresentou o ótimo Programa Livre na década de 1990 e hoje está no não tão bom Altas Horas.

terça-feira, 5 de julho de 2011

Era uma vez um carro e um motorista.



Era uma vez, num lugar muito muito distante, uma cidadezinha. Nela havia uma câmara de legisladores. E num belo dia o líder dessas pessoas que fiscalizavam tudo resolveu vender o carro.

A fada madrinha veio com todos os anõezinhos do reino e o carro foi vendido.

Então, em outra parte dessa cidadezinha encantada alguém desejou ser motorista. E o desejo foi atendido, ele foi chamado para trabalhar na câmara de legisladores do país das maravilhas, onde não tinha mais carro e todos (inclusive o carro) foram felizes para sempre!

Nunca fui bom com contos de fadas.

domingo, 3 de julho de 2011

FRASES DE DESTAQUE

"É evidente que a elevação do nível de nossas grandes universidades depende, e muito, da qualidade do ensino básico e do médio. Embora a política de cotas seja um correto remédio emergencial para as desigualdades, ela não resolve sozinha estes problemas e nem se deseja que seja eterna, pois que não se deseja a eternidade da desigualdade".

Brizola Neto sobre a UFRJ ter adotado apenas a nota do ENEN para o ingresso de novos alunos e abandonado os exames de vestibular.

"Diga-me que escândalos te interessam e te direi quem és."
Ricardo Noblat (o provocador) sobre as omissões da mídia no caso de Ricardo Teixeira, presidente da CBF.


O treinador veio me xingando, falando um monte de coisa para mim, mas eu não entendo nada. O Mano entendeu, e aí aconteceu a discussão. Neymar, camisa 11 do Brasil explicando a quase confusão no 0 a 0 da estreia e o seu conhecimento do idioma falado pelos demais países sul americanos.



sábado, 2 de julho de 2011

Em julho lançamento do livro Fragmentos

A última semana do mês de julho trará o lançamento do livro fragmentos. Em breve divulgaremos local e data, mas desde já compartilho com todos essa alegria e espero contar com sua presença.

Brasil perde um grande homem. Aos 81 anos morre Itamar Franco


Matéria extraída do portal R7.com:
Morreu, neste sábado (2), aos 81 anos, o senador e ex-presidente da República Itamar Franco. Ele estava internado em São Paulo, e, desde o dia 21 de maio, fazia tratamento contra a leucemia. 
O hospital informou que o ex-presidente morreu devido a um derrame na manhã de hoje. O velório ocorrerá em Minas Gerais. 
No dia 27, foi transferido para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital após contrair uma pneumonia grave. Em um boletim médico divulgado naquela ocasião, o hospital onde ele estava havia informado que o ex-presidente apresentara uma “ótima resposta” ao primeiro ciclo de quimioterapia.

O senador, eleito no ano passado pelo PPS de Minas Gerais, foi internado em maio com sintomas de gripe forte e sinusite. Após exames de rotina, o câncer foi diagnosticado “bem no seu início”, segundo o hospital.

Itamar, que era vice de Fernando Collor e assumiu a presidência em 1992, após a saída do titular, governou o país até 1994. Foi durante sua administração que se concebeu o Plano Real, que estabilizou a economia, controlou a inflação e lançou uma nova moeda para o país, o Real.

Também em sua gestão, no ano de 1993, foi realizado um plebiscito sobre a forma de governo adotada pelo Brasil. Na votação, prevaleceu o presidencialismo.

Antes de chegar ao Palácio do Planalto, Itamar havia sido senador por Minas Gerais por três mandatos. Além disso, governou o Estado entre 1999 e 2003.

Durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2011), foi nomeado embaixador do Brasil em Roma.

O senador, formado em engenharia civil, iniciou a carreira política em 1958, quando se filiou ao PTB. Itamar nasceu a bordo de um navio próximo à costa do Estado da Bahia, foi registrado em Salvador e passou a maior parte de sua vida na cidade de Juiz de Fora (MG) no dia 28 de junho de 1930.

Para se tratar da leucemia, ele havia pedido licença de suas atividades parlamentares.



Declarações sobre Itamar Franco:


"O homem público que representou como poucos a dimensão do que é a vida pública. Poucos foram tão coerentes, tão retos como Itamar",  - Aécio Neves, senador da República.


 "Um exemplo para todos os brasileiros" - Michel Temer, vice-presidente


"Foi com tristeza que recebi a notícia do falecimento do senador e ex-presidente Itamar Franco. Dirigente do País em um momento crucial da nossa história recente, o presidente Itamar nos deixa uma trajetória exemplar de honradez pública." - Dilma Rousseff, presidente do Brasil.

A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE

Oração, uma música muito legalzinha. Vale a pena ver o vídeo.

FIG - Festival de Inverno de Garanhuns 2011

retirado do site oficial da prefeitura de Garanhuns

Festival de Inverno de Garanhuns celebra a diversidade cultural brasileira
Em sua 21ª edição, evento homenageia o cantor, compositor, escritor e artista plástico Lula Côrtes

Entre os dias 14 e 23 de julho, o Agreste Meridional de Pernambuco se transformará no centro cultural do Estado com a realização do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG 2011). O evento, que este ano chega a sua 21ª edição, se consolida no calendário nacional como um dos principais festivais do País. Durante os dez dias de realização, a população local, visitantes e turistas terão acesso a um múltiplo e abrangente painel do patrimônio cultural pernambucano e brasileiro, através de apresentações artísticas que vão das manifestações da cultura tradicional até as mais inovadoras produções da arte contemporânea. Este ano, o Governo do Estado está investindo R$ 14,2 milhões do FIG.

O grande homenageado desta edição é o músico, poeta e artista plástico Lula Côrtes, falecido no dia 27 de março deste ano, símbolo da cultura e da arte produzida de forma independente e crítica. O FIG consolidou Garanhuns como pólo agregador das expressões culturais de todas as regiões do Estado. Realizado pelo Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura (Secult-PE) e da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), em parceria com a Prefeitura de Garanhuns, o festival recebe centenas de atrações, entre shows, espetáculos teatrais, intervenções artísticas, exposições, apresentações circenses, performances de dança, mostras de cinema, oficinas, debates e atividades de formação, entre outros.

Durante os dias de festival, mais de um milhão de pessoas circulam pela cidade, garantindo resultados positivos também para a economia local e o turismo. Trata-se de uma grande celebração cultural,sucesso de público, de artistas.

A seleção para composição da grade foi feita a partir do edital convocatório nacional, onde artistas enviaram suas propostas para todos os segmentos contemplados pelo FIG. Cerca de 20% da programação musical foi composta por artistas e grupos que foram convidados diretamente pela equipe de concepção e produção do evento.

TRIBUTO – A noite de abertura (quinta, 14) será marcada por um grande show em homenagem ao cantor e compositor. O tributo contará com a participação de artistas que fizeram parte da trajetória de Côrtes, como Zé da Flauta, Lailson, Don Tronxo, Ortinho, Tito Lívio e Roger de Renor, que serão acompanhados pelas bandas Má Companhia e Triângulo do Poder.

Na mesma noite, o cantor Alceu Valença traz para o palco principal do FIG o histórico show Vivo! Apresentado pela primeira vez em 1976, no Rio de Janeiro, o espetáculo consagrou o artista nacionalmente, com um rock pernambucano psicodélico, com temas repletos de metáforas políticas e existenciais. Vivo! alinha o rock aos sons nordestinos e foi considerado um manifesto contra a hipocrisia e o conformismo. O show, apresentado no último mês de março, em São Paulo, contou com a participação especial de Lula Côrtes, no que foi sua última apresentação pública.

NOVIDADES - Além das ações na já tradicional estrutura montada nos parques Euclides Dourado, Ruber Van der Linden (Pau Pombo) e na Praça Guadalajara, o evento levará uma série de projetos para outros pontos da cidade, democratizando o acesso à cultura e dando continuidade ao conceito de descentralização defendido pela política do Pernambuco Nação Cultural.

Entre as novidades programadas para esta edição, está o “Caminhão de Cultura”, um palco móvel que levará para outros bairros da cidade apresentações de música, cultura popular, artes cênicas e literatura. No projeto A Gente da Palavra, duplas de poetas percorrerão os bairros de Garanhuns recitando poesias e trechos de contos para a população e visitantes.

Outra inovação foi a ampliação da área onde acontecem os cortejos de cultura popular. Os desfiles dos grupos serão levados para outras partes da cidade, levando o artista para perto do público.

FORMAÇÃO CULTURAL - O Festival de Inverno de Garanhuns também é um importante espaço para a realização de ações de Formação Cultural. Durante os dez dias do FIG, será oferecida à população, de forma gratuita, uma série de oficinas de linguagens e institucionais. A Secretaria de Cultura identificou uma demanda muito grande na questão da capacitação e qualificação técnica na área da Cultura. O objetivo é que as oficinas que serão ofertadas no FIG 2011 sejam o ponto de partida para o início de um novo processo de formação dentro do trabalho desenvolvido no setor cultural em Pernambuco. 

PATRIMÔNIO – A ação da Diretoria de Preservação Cultural no FIG 2011 consiste no projeto Pernambuco na Memória: conte aqui sua história. Serão instaladas cabines em pontos estratégicos da cidade. O espaço receberá transeuntes, moradores de Garanhuns que poderão gravar seu depoimento sobre a cidade.  A captação de depoimentos da população, nas cidades por onde o Festival Pernambuco Nação Cultural passa tem o objetivo de mapear a história oral da população. A coleta desses depoimentos irá contribuir para compor um mapa (oral e visual) de pertencimento dos moradores das 12 Regiões de Desenvolvimento do Estado de Pernambuco.


Polos FIG 2011
O festival contará com diversos pólos temáticos, concentrando as ações no circuito Guadalajara - Euclides Dourado - Ruber Van der Linden (Pau Pombo).

Esplanada Guadalajara
Palco de maior público do festival, a Guadalajara recebe as atrações de grande porte, com apresentações que contemplam diversos estilos musicais. Acontece todos os dias, a partir das 22h, e marca a abertura do festival, como atração única da quinta-feira, primeiro dia do evento.

Parque Euclides Dourado
Palco Pop – Apresentações de bandas e artistas de música alternativa, mesclando o rock e seus derivados, como manguebeat, funk e rap, entre outros, com a música regional. A programação acontece da primeira sexta ao segundo sábado do FIG, entre 19h e 22h.

Palco Forró – Espaço destinado aos gêneros da matriz do forró. Este pólo utiliza a mesma estrutura do Palco Pop, com shows que começam por volta da meia-noite. Também acontece durante nove dias, da primeira sexta-feira até o encerramento.

Espaço Criança - Circo com capacidade para cerca de mil crianças, onde acontecem espetáculos de circo, teatro, recreação e narração de histórias, entre outras, sempre pela manhã e à tarde.

Palco Cênicas – Apresentação de espetáculos de dança, de diversos estilos, às 16h, e encenação de peças de teatro infantil, mais cedo, às 10h. De sábado a sábado.

Pavilhão do Artesanato – Espaço para a exibição e comercialização do artesanato pernambucano. Funciona a partir do primeiro sábado, entre 14h e 22h. O Caminhão do Programa de Artesanato de Pernambuco (PAPE) também compõe a ação de artesanato, funcionando na entrada do Parque Euclides Dourado.

Pavilhão institucional – Abriga os estandes de diversos órgãos do Governo do Estado, como Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação, Compesa, AD Diper, etc. Funciona de sábado a sábado, das 14h às 22h.

Espaço Cultura – Ação que traz um apanhado das ações da Secult e Fundarpe, com exposição dos produtos do Funcultura, MaisCultura (Pontos de Cultura), Patrimônio e Festival Pernambuco Nação Cultural. Também funciona de sábado a sábado, das 14h às 22h.

Palco Cultura Popular
Apresentação de grupos de diversas manifestações da cultura popular: boi, reisado, São Gonçalo, maracatu baque solto e virado, afoxé, pastoril, coco, mamulengo, ciranda, blocos líricos, clubes de frevo, cavalo marinho, caboclinho, clube de bonecos e alegorias, escola de samba, aboiadores, repentistas, quadrilha junina, índios, toré, banda de pífano, cabaçal. As apresentações acontecem de segunda e sábado, entre 10h e 15h, no centro de Garanhuns.


Palco Instrumental
Palco montado no Parque Ruber Van der Linden (Pau Pombo), destinado aos grupos e artistas instrumentais, com apresentações que vão da música regional ao jazz. Programação de segunda a sábado, sempre às 18h.

Palco Erudito
Programação de nove dias na Igreja Catedral de Santo Antônio, pela manhã e à tarde, com apresentações de música erudita, sendo quatro dias com curadoria do Conservatório Pernambucano de Música, quatro dias com curadoria do Virtuosi e um dia da Fundarpe.

Cinema Eldorado
Mostra do Cinema Pernambuco e Filmes de Arte - A programação montada pela Coordenadoria de Audiovisual da Secult-PE, em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco. São três sessões diárias, com ingressos gratuitos, que acontecem de sábado a sábado, a partir das 15h.

Teatro Alfredo Leite
Realização de espetáculos de teatro adulto e ópera, com a presença de grupos pernambucanos e de outros Estados. De sábado a sábado, sempre entre a partir das 19 horas. Entrada gratuita.

Galpão das Artes
Espaço destinado a diversas linguagens, como artes visuais, fotografia, design e moda, funciona como uma grande galeria.

Casa da Palavra
Espaço onde funcionarão as ações de Literatura, localizada na Academia de Letras (rua 15 de Novembro).

Pontos de Cultura - O FIG promove a integração dos Pontos de Cultura no cenário cultural pernambucano. Neste ano, funcionará o Casarão dos Pontos de Cultura, que reunirá parte da produção dos grupos e será local para apresentações e oficinas. Além disso, diversos Pontos de Cultura fazem parte da programação dos palcos e cortejos de cultura popular e no pavilhão de artesanato.

ALGUNS DESTAQUES DESSE ANO

DIA 14 DE JULHO: Geraldo Azevedo, Alceu Valença
DIA 15: Orquestra Contemporânea de Olinda, Otto, Frejat e Nando Reis
DIA 16 - Sábado: Muendas (Garanhuns), Pato Fu, Orchestra Santa Massa PE, Bebel Gilberto

O festival ainda contará com a presença de Jorge Aragão, Marina Lima, Elba Ramalho e muitos outros artistas de talento. A programação completa pode ser conferida no seguinte endereço eletrônico: http://www.garanhuns.pe.gov.br/downloads/programacao_fig_2011.pdf